Luta por uma ideologia!

No último final de semana estive assistindo a dois filmes sobre a história de Che Guevara, Fidel Castro e a Revolução Cubana.

Os filmes são “Che” e “Che 2″, realmente muito bem produzidos,  retrataram com muita propriedade episódios que envolveram todo o processo da Revolução.  Cada cena nos faz refletir profundamente sobre as escolhas de um homem, e as suas consequências, com enfoque na história de Ernesto Che Guevara a produção deixa claro o que a paixão por um ideal pode fazer.

Saídos clandestinamente do México, Che deixando mulher e duas filhas, 82 homens se deslocaram para fazer a revolução em Cuba. Usando técnicas de guerrilha e poucos equipamentos, estes homens foram conquistando o coração e a cabeça dos camponeses cubanos, divididos em colunas conquistaram cada vez mais aliados e assim puderam dominar  todo o território.  Inúmeros problemas surgiram pelo caminho, mas todos foram superados, ainda que isto custasse algumas vidas.

Afinal, dos 82 homens que saíram de barco do México, apenas 12 entraram vitoriosos em Havana.

O fato é que conquistaram o poder, Fidel assumiu o alto cargo e abaixo dele colocou ministros e assessores fundamentais para o bom governo de Cuba. Che foi “presenteado” com excelentes cargos e estava merecidamente na alta cúpula do poder, porém deixou tudo isto para trás.

Ainda que tivesse conquistado o poder e vencido aquela luta, Che Guevara ainda não se sentia satisfeito. Então, partiu para o território boliviano e levando alguns companheiros cubanos sonhava em fazer a revolução em toda a América Latina. No entanto, as coisas não aconteceram como ele imaginava, o território era diferente, a cultura do povo e até o clima influenciaram no seu fracasso.

Preso em 8 de outubro de 1967 e executado no dia seguinte, Ernesto Che Guevara encerrou sua história como um herói morto por uma ideologia.

Ao final do filme, meu pai citou a seguinte frase de Bertolt Brecht:

“Hay hombres que luchan un día y son buenos. Hay otros que luchan muchos días y son mejores. Pero hay los que luchan toda la vida, esos son los imprescindibles.”

Isso tudo me leva a pensar que quando acreditamos e queremos algo, chegamos lá. Porém, ao longo do trajeto e da luta a “vida” nos dá sinais, e estes funcionam como medidores para sabermos se estamos ou não no caminho certo. Algumas pessoas não ouvem e não vêem estes avisos, ou simplesmente fazem questão de não fazê-lo, importante é ouvir a sí mesmo. Coloque na balança e conclua até que ponto a luta vale, porém, NUNCA desista, apenas escolha outro caminho para o mesmo objetivo.  Conquiste!

Rodrigo Gonçalves – 18/01/2010

One Response to “Luta por uma ideologia!”

  1. Muito bom, me interesso muito pela história do Che. Ele é muito popular hj em dia.
    Parabéns Rô.
    Estou louca pra ver esse filme!

Leave a Reply